TOPBAN VACINA 1 750 x 100 px 1

 

Logos Secretarias 03 1


O Hospital Municipal Monsenhor Ângelo Sampaio é uma unidade hospitalar de natureza permanente que se organiza de acordo com as especialidades ou atividades nelas desenvolvidas; A finalidade do HMMAS é prestar assistência de baixa e média complexidade, por meio de atendimento humanizado e interdisciplinar.

COMPROMISSOS NO ATENDIMENTO AO CIDADÃO:

O atendimento aos cidadãos inicia-se nas recepções do Prédio, sendo realizada de maneira acolhedora, informativa, clara e objetiva. O atendimento preferencial ocorrerá conforme legislação vigente e, nos serviços de assistência à saúde, respeitará os critérios de urgência e emergência e a classificação de risco, quando couber. A recepção deve fornecer a informação necessária, de forma a garantir a agilidade e a efetividade no auxílio ao usuário que busca os serviços da unidade. O HMMAS compromete-se em manter atualizadas as identificações e sinalizações dos setores. Os ambientes de trabalho, incluindo as instalações sanitárias, são limpos e higienizados de acordo com os padrões de saúde, gerando conforto e bem-estar aos usuários. Em sua estrutura, possui rampas que facilitam o acesso dos pacientes, bem como instalações sanitárias com espaço para portadores de necessidades especiais.

FORMAS DE COMUNICAÇÃO COM O USUÁRIO:

• Caixas de Sugestões/Reclamações – Localizadas na recepção da Unidade Ouvidoria da SMS SERVIÇOS OFERECIDOS O HMMAS Atendimento ambulatorial com realização de consultas e procedimentos.

• Internação hospitalar.

• Atendimento de emergência.

• Realização de cirurgias.

• Serviço de desospitalização.

• Serviço de atendimento diagnóstico (realização de exames de imagem e laboratório).

• Serviço de atendimento terapêutico (Fisioterapia, Psicologia, Nutrição entre outros).

SERVIÇO DE FISIOTERAPIA:

O serviço atua com profissionais em regime de plantão que prestam atendimento às enfermarias; A identificação da necessidade de atendimento parte da própria equipe, ou por pedido de parecer de outros profissionais que assistem de forma multiprofissional o paciente internado.

SERVIÇO SOCIAL:

O profissional do Serviço Social realiza o levantamento socioeconômico da população usuária por meio de entrevista, atua como agente facilitador no acesso às informações relativas aos seus direitos identifica as suas principais necessidades para então encaminhá-la aos serviços necessários. Na unidade, o Serviço Social presta atendimento aos usuários e seus familiares, internados e em regime ambulatorial, bem como demanda espontânea ou referenciada.

SERVIÇO DE NUTRIÇÃO:

O paciente, ao ser admitido pelo serviço, o mesmo será encaminhado para a enfermaria e receberá visita do Nutricionista, que fará histórico alimentar para início do recebimento da dieta hospitalar. Diariamente o Nutricionista fará visita para avaliação da aceitação da dieta e/ou avaliação nutricional. Na alta hospitalar, os pacientes receberão orientação dietética.

SERVIÇO DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA HOSPITALAR (CCIH-COMISSÃO DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR E EPIDEMIOLOGIA):

É responsável pelo planejamento e execução das ações de epidemiologia hospitalar, incluindo a vigilância epidemiológica das doenças de notificação compulsória /ou outros agravos de interesse para a saúde pública e vigilância epidemiológica das Infecções hospitalares.

UNIDADE DE EMERGÊNCIA – UE:

Ao chegar a UE, o paciente será direcionado pelo funcionário da recepção ao Setor de Classificação de Risco, onde será acolhido e terá sua gravidade avaliada, sendo identificado e encaminhado para atendimento. A prioridade é concedida a pacientes com risco iminente de morte e idosos acima de 60 anos. A UE atende às especialidades de Clínica Médica e Obstetrícia; Pacientes atendidos na emergência que não necessitarem de internação, depois de estabilizados, serão encaminhados à UBS novamente, quando necessário.

ABERTURA DE PRONTUÁRIO:

Serão necessários os seguintes documentos originais: Documento de identidade com foto (RG, CNH ou Carteira de Trabalho). No caso de criança, se não tiver documento de identidade, apresentar a certidão de nascimento. CPF. Comprovante de residência (só serão aceitas conta de água, luz, gás ou telefone fixo, no nome do paciente). Cartão SUS. Encaminhamento do médico solicitando abertura de prontuário.

INTERNAÇÃO:

Nas internações de urgência, os pacientes são encaminhados a partir do ambulatório ou do atendimento de emergência. O que levar no dia da internação: Quando chegar ao hospital, o paciente deverá se dirigir a recepção, portando carteira de identidade, CPF e cartão do SUS. No Setor de Internação e Alta, o paciente receberá as orientações, os termos de compromissos que devem ser assinados, a formalização para o acompanhamento nos termos da lei e as orientações explicando algumas normas para a estadia do paciente, acompanhante e visitante na unidade.

ACOMPANHANTES:

No momento da internação, o paciente será orientado quanto à autorização e às rotinas para os acompanhantes. Os pacientes menores de 18 anos ou com idade igual e superior a 60 anos e/ou portadores de deficiência possuem direito garantido por lei de ser acompanhado por familiar ou responsável até sua alta. É importante saber que esse direito poderá ser revogado a critério do médico responsável, devidamente justificado, sempre que ele entender ser o melhor para o processo do cuidado assistencial.

INFORMAÇÕES SOBRE OS PACIENTES INTERNADOS:

Não será dada informação alguma sobre o paciente que está internado na unidade por contato telefônico. O familiar ou responsável deverá se dirigir à unidade em horário preestabelecido para obter informações diretamente com o médico que está acompanhando o paciente.

VISITAS AOS PACIENTES INTERNADOS:

Importante ter sempre em mão um documento de identificação com foto. Não é permitido trazer alimentos, bebidas ou cigarros para o paciente. É permitido trazer somente material de higiene pessoal, se necessário. Os horários de visita são organizados da seguinte forma: SUSPENSA DEVIDO A PANDEMIA.

ALTA:

É programada na véspera, quando serão realizados procedimentos com relação à continuidade da assistência e aviso dos familiares. É importante manter seus dados atualizados no prontuário.

DIREITOS E DEVERES DOS USUÁRIOS - PACIENTES EM TRATAMENTOS EM NOSSO HOSPITAL:

• Receber atendimento gratuito, respeitoso e atencioso.

• Ser identificado pelo nome e sobrenome.

• Conhecer o nome do médico responsável pelo seu cuidado, bem como dos demais profissionais da equipe envolvidos no seu tratamento.

• Ter prontuário individual, contendo a descrição de seu estado de saúde e do tratamento a que está sendo submetido, de forma clara e legível.

• Ter resguardada a confidencialidade de toda e qualquer informação pessoal e clínica, por meio da manutenção do sigilo profissional, desde que não acarrete risco a terceiros ou à saúde pública.

• Receber informações completas, simples e compreensíveis a respeito do tratamento e ações diagnósticas e terapêuticas, inclusive sobre riscos e alternativas de tratamento.

• Consentir ou recusar procedimentos ou condutas terapêuticas de forma livre, voluntária, esclarecida, com adequada informação e utilizando o Termo de Consentimento Informado.

• Revogar o consentimento anterior, a qualquer momento, de forma livre, consciente e esclarecida, devendo ser registrado em prontuário e assinado.

• Ter acompanhante durante o período de internação, nos casos previstos em lei.

• Receber visita, conforme horário estabelecido pela instituição hospitalar.

• Receber ou recusar apoio psicológico, social e religioso, compatível com o ambiente hospitalar, desde que não interfira nos procedimentos de diagnóstico, tratamento ou relação com os demais enfermos.

• Ter garantida sua segurança e integridade física.

• Receber, gratuitamente, medicamentos e equipamentos que mantenham a vida e a saúde.

• Receber as receitas médicas com letra legível e assinadas, com a identificação clara do nome do médico e seu registro profissional.

• Receber laudo médico, declaração e atestado do profissional que prestou o atendimento.

• Ser transferido, quando necessário, conforme a avaliação da equipe médica.

• Revogar a qualquer tempo ou recusar livremente, após devidamente esclarecidos os riscos inerentes, os procedimentos médicos, sejam eles os diagnósticos, terapêuticos ou mesmo as avaliações clínicas, desde que não haja risco de vida.

SÃO DEVERES DOS USUÁRIOS:

• Fornecer, quando solicitado pelos profissionais de saúde, informação completa sobre a sua queixa atual, doenças anteriores, internações, medicamentos e assuntos relacionados com saúde que possam influenciar no tratamento.

• Informar ao profissional de saúde responsável qualquer mudança inesperada na sua condição clínica.

• Respeitar as normas e os regulamentos da instituição.

• Respeitar o direito dos demais pacientes e dos profissionais e prestadores de serviços do hospital, que deverão ser tratados com cortesia, utilizando-se dos canais de comunicação disponíveis para exercer o seu direito de apresentar reclamações.

• Apresentar seus documentos sempre que solicitados e levar para as consultas documentação que auxilie no seu diagnóstico, como exames, receitas, laudos.

• Anotar todas as reações e dúvidas que surjam durante o tratamento e perguntar ao profissional responsável.

• Responsabilizar-se por suas escolhas e ações, nos casos em que se recuse a receber tratamento ou não siga corretamente as instruções fornecidas pelos profissionais.

• Deixar seus pertences pessoais com pessoas de sua confiança (parentes, responsável legal etc.), sendo vedada, a qualquer profissional do hospital, a guarda de tais bens (joias, carteiras, documentos, valores, equipamentos eletrônicos etc.).

HORÁRIOS DE FUNCIONAMENTO: Emergência - Atendimento 24 horas (todos os dias).
Telefone: (87) 999110009
 
COORDENADOR RESPONSAVEL: Superintendente – Ednalva Cariri da Cruz Diretor Médico – Valdemir Alves Coordenação de Enfermagem – Paulo Vitor José Medrado Freire

Esta informação foi relevante para você?

Conta para a gente!

Pesquisar Carta de Serviços

Público Alvo

Tipo de Atendimento

Assunto